Eitaa! O advogado João Vinicius Mansur, que representa a viúva de Gugu Liberato, Rose Miriam, quer anular o testamento deixado pelo apresentador em que ele deixa 75% dos bens para os três filhos e outros 25% para os sobrinhos, além de uma pensão para a mãe, Maria do Céu. Apesar do documento não citar Rose, o advogado acredita que Gugu não tinha a intenção de excluir Rose:

“Não entendo que Gugu tenha excluído Rose. Ele teria feito um documento dizendo que a relação não configura a união estável e ela teria assinado. Isso não aconteceu. Rose é meeira e tem direito a 50%”, afirmou.

Foto: AGNews

Em conversa com o programa ‘Aqui na Band’, o advogado afirmou que Gugu e Rose nunca viveram um casamento de fachada e que o que a família está fazendo com a viúva é uma violência:  “Estamos estudando a possibilidade de anular o testamento. “Nós pegamos todas as fotos e vídeos no Instagram de Gugu que mostra que eles viviam como uma família. Se você entrar no Instagram do apresentador hoje, vai ver que as fotos de Rose foram retiradas”, disse.

“O que estão fazendo com a Rose é uma violência contra a mulher. Gugu sempre se referiu a ela como ‘minha eterna companheira’. Até o sepultamento, ela era a esposa dele. Depois do enterro ela virou ‘amiga’. Rose quer um reconhecimento judicial e moral, que ela foi companheira de Gugu por 20 anos. Falta apenas uma declaração judicial para que Rose seja reconhecida”, completou.

Ele afirma ainda que Rose não quer briga com ninguém: “Rose não precisa ser inventariante. Ainda não colocaram o no processo o valor do patrimônio do Gugu. Fiquei sabendo do valor de R$ 1 bilhão pela imprensa. Pode ser mais. Pode ser menos. A questão da Rose é moral. Nem o imposto de renda da Rose entregaram para ela”, revelou.