Sempre passando o mês no vermelho?! Que tal mudar seus hábitos financeiros e guardar grana para fazer aquela viagem ou comprar algo que requer um custo maior? Para isso, o pessoal do site Catraca Livre fez uma lista que vai te ajudar nessa missão com 10 dicas para gastar menos e, consequentemente, poupar mais dinheiro.

1 – Pare de pagar contas com atraso

Sim, todos levamos uma vida corrida e nem sempre sobra aquele tempo pra ir ao banco pagar a conta antes do vencimento. Se você pagar R$ 2 de juros em uma conta, não parece muito, não é mesmo? Mas se isso se repetir nos outros meses, o valor no final do ano será de R$ 24.

2 – Pesquise antes de comprar

A internet facilitou a vida em diversos aspectos e no ramo das compras não foi diferente. Por isso, lembre-se de sempre fazer uma pesquisa em diferentes plataformas sobre o produto que deseja comprar.

3 – Evite desperdiçar comida

Parece bobagem, mas aquele prato que você deu apenas duas colheradas e empurrou para o lado da mesa faz uma diferença significativa no orçamento no final do mês. Uma opção para isso é optar por restaurantes por peso, onde você vai comer o que realmente vai aguentar.

4 – Não pague por serviços que não usa

Você já parou pra analisar se realmente usa todos os serviços digitais que você paga? Pode ser um aplicativo de música ou aquela tarifa que o banco está cobrando e você não lembra de ter aderido.

5 – Anote todas as suas despesas

Você gasta mais do que pode armazenar de cabeça, acredite. Por isso, o primeiro passo para ter um controle maior é saber tudo que você está gastando. Por isso, crie o hábito de organizar os gastos e evitar a surpresa ao ver a fatura do cartão de crédito, por exemplo.

6 – Defina metas para o seu dinheiro

Um método inteligente é dividir em porcentagens inteligentes. Confira abaixo:

  • 50% nos gastos essenciais: esses são os custos fundamentais para você se manter no cotidiano, como alimentação, moradia, educação e transporte.
  • 15% para guardar ou quitar dívidas: Se você está endividado, se programe para regularizar o quanto antes. Do contrário, separe essa porcentagem para fazer uma reserva futura.
  • 35% para lazer e estilo de vida: Esse é o valor mais difícil de seguir à risca, por  que a tendência  a maior parte do salário ainda se destina a coisas ligadas ao consumo, como compras em shopping, academia, entre outros.

7 – Crie o hábito de falar isso com sua família 

Pra que a meta de guardar dinheiro seja ainda mais eficiente, é muito importante que essa mentalidade de economizar e poupar seja acompanhada pelas pessoas que convivem com você. Por isso, busque conversar sobre os gastos com os membros da sua família.

8 – Considere a possibilidade de consertar ao invés de comprar novo

Esse gasto se aplica principalmente a aparelhos celulares. Não é raro aparecer a tentação de comprar um novo aparelho quando um defeito surge no atual. Outra alternativa nesse sentido nesse sentido é recorrer a produtos usados em bom estado de conservação.

9 – Use e abuse dos cupons de desconto

A febre dos cupons de desconto já foi mais forte no Brasil, mas surge como ótima alternativa para gastar menos com alimentação, um dos gastos que mais pesa no orçamento mensal.

10 – Evite comer fora 

Quando você sai de casa, a fome parece que surge automaticamente, não é mesmo? É uma armadilha que acaba pesando significativamente nas contas do final do mês. Por isso, pense sempre duas vezes antes de comer fora de casa, pois este é um dos gastos mais agressivos e que, muitas vezes, não são percebidos.